quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Depoimento de Rebecca Brown em seu livro: Ele veio para libertar os cativos sobre lobisomem

Cordiais uivos leitores, hoje temos uma pequena parte recortada do livro Ele veio para libertar os cativos, onde Rebecca Brown a autora, relata que lobisomens são reais e que além disso ela mesmo já viu um. Para quem já acompanha o blog deve ter lido a matéria Lobisomens e Licantropia segundo ex-satanista em entrevista, onde um ex-satanista fala tudo o que ele viu e vivenciou sobre lobisomens, e que eles são criaturas relacionadas ao diabo. Segundo Rebecca não é diferente, e eles são criaturas que  estão a mando do diabo.

Vale lembrar que Brown teve sua licença cassada depois de uma longa investigação do conselho de medicina. O psiquiatra do conselho a diagnosticou com esquizofrenia paranoide. Foi afastada do trabalho por conta disso. É claro que ela e Elaine (tida pela família como mentirosa compulsiva e mentalmente desequilibrada) viam em tudo isso um complô satanista.

Então tenha bem em mente que isso não necessariamente seja a verdade absoluta, mas fica aqui mais um relato envolvendo os lobisomens. sem mais confiram e ao final da leitura dediquem um pouco do seu tempo para deixar um comentário expondo sua opinião.




Vejamos um pouco do que se sabe sobre esses animais malignos especialmente os lobisomens. Em primeiro lugar, é dito que se uma pessoa for mordida por um lobisomem, ela se tornará um deles. Sinto que isso está completamente errado. A Bíblia indica que, para uma pessoa ser afetada à esse nível, ela deve estar em um relacionamento com os demônios que é proibido por Deus. Por outro lado, de minha própria experiência e pela experiência de outros, é pouco provável que uma pessoa seja mordida por um lobisomem. Porque o que estes demônios humanos desejam é a destruição dos outros. Se chegarem perto de uma pessoa, o bastante para mordê-la, o mínimo que farão será rasgá-la ao meio. Não se contentarão com uma simples mordida. Satanás os usa para a disciplina. Penso que irão se multiplicar demasiadamente na grande tribulação.


Uma outra crendice a respeito dos lobisomens que considero falsa, é a seguinte: eles se transformam em animais apenas à noite e quando é lua cheia. Posso afirmar que isso é falso porque eu, pessoalmente, encontrei um lobisomem durante o dia e não era época de lua cheia.

A pergunta chave aqui, é: como podemos, efetivamente, lutar contra estas criaturas? E a resposta hão poderia ser outra: no nome e no poder de Jesus Cristo. Até a presente data, não tenho conhecimento da libertação de nenhum deles. Contudo, o trabalho de Cristo na cruz foi tão perfeito que estou segura de que se a pessoa envolvida estiver disposta a sacrificar a própria vida, poderá obter a libertação. Estas pessoas entregaram seus corpos a tal ponto para serem controlados pelos demônios que, se não for por um milagre absoluto do Senhor, duvido que estes demônios possam ser expelidos sem resultar na, morte das mesmas.

Como já mencionei, eu mesma me encontrei frente a frente com um lobisomem. Talvez seja útil descrever essa experiência. Certa vez, na penumbra do anoitecer eu estava indo do meu consultório para o hospital para ver um paciente que tivera piora do quadro clínico. Estava sozinha no carro e dirigia por um trecho isolado numa estrada do campo onde não havia casas e nem construções num raio de, pelo menos, uma milha. De repente, cerca de um quarteirão à minha frente, um enorme lobisomem saltou para o meio da estrada. Quando cheguei mais perto, ele ergueu-se firmando nas pernas traseiras. Coloquei o pé no acelerador com a intenção de desviar-me dele, mas, o carro não respondeu. A despeito de todas as orações e tentativas com o motor ainda funcionando, ele não andava. Fiquei assentada, olhando aterrorizada, para aquela horripilante criatura que eu nunca tinha visto. Senti-me como que estivesse afogando no poder maligno que irradiava dele. Ele voltou a cabeça para trás e soltou um som terrível de um uivo que nunca esquecerei.


A seguir olhando-me diretamente nos olhos disse: “Você, não pode ir a lugar algum. Veja, eu parei o seu carro e não há nada que você possa fazer. Agora terei o maior prazer de rasgar a sua garganta e beber o seu sangue. Você já interferiu demais com Satanás; vou puni-la e você não pode resistir o meu poder.” Com um rosnado profundo ele parou de falar e saiu da frente do carro em direção à minha porta.

O temor me envolveu. Contudo, eu estava certa de que deveria resistir porque sabia que não era da vontade de Deus a minha morte. Naquele momento ele me dissera que havia muito trabalho para fazer, três anos antes durante a doença que quase me matara. Assim que tomei a decisão de ficar firme, o Espírito Santo fez fluir dentro de minha alma a calma, a paz e a força. Também, falou-me que o lobisomem estava tentando amedrontar-me para que eu entrasse em pânico e corresse. Se eu o fizesse ele seria capaz de me matar.

Respirando fundo, estendi a mão direita na direção d’Ele e gritei: “Pare! No nome de Jesus, pare! Servo tolo de Satanás! Sou serva de Jesus Cristo que é Deus altíssimo e não é a vontade d’Ele que eu morra agora. Você não pode me locar porque ainda tenho trabalho a fazer.” No mesmo momento, o lobisomem ficou parado em suas patas traseiras, rosnando e furioso, incapaz de se mover.
Apontei novamente para ele e disse, olhando diretamente em seus olhos: “No nome de Jesus ordeno que você saia do meu caminho e se vá. A hora da minha morte ainda não chegou. Agora, vá!”, ele uivou mais uma vez e ficando novamente de quatro saiu da estrada desaparecendo no meio de uma plantação de milho.

Eu tremia tanto e ao mesmo tempo estava aliviada que mal conseguia dirigir. Porém, quando o meu carro ganhou velocidade eu dirigi louvando o Senhor por mais uma vez: “... estender a mão contra a ira dos meus inimigos.” (Salmos 138.7). Parei uma milha depois e tive “uma crise de nervos” antes de chegar ao hospital.



Muito se escreveu sobre os diversos métodos para matar os lobisomens enquanto estes estiverem na forma de lobos. Eu nunca consideraria tais métodos porque eles implicam na morte de pessoas de quem a salvação é o mais importante para mim. E também, uma pessoa assim, depois de morta, volta à forma humana porque o demônio deixa o corpo e isto causaria uma situação extremamente complicada porque: quem iria acreditar que um morto, quando vivo, tinha outra forma? Assim, o matador seria, certamente acusado de assassinato.


10 comentários:

  1. Po carra eu gostei, mas me pareceu meio exagerado, mas mesmo assim muito bom!!! :p

    ResponderExcluir
  2. hum interessante, se em uma visão religiosa o lobisomem é cria do demonio, então em uma visão dawinsta ele é apenas mais uma especie que evoluiu e o ser humano ainda nn descobriu ???

    ResponderExcluir
  3. Mas n existe apenas o lobisomem que está sobre poceção essa é mais uma forma de virar um ritual de licantropia, talvez ele negocie algo por aquele poder. Apenas sou bem interessado no assunto

    ResponderExcluir
  4. Mas n existe apenas o lobisomem que está sobre poceção essa é mais uma forma de virar um ritual de licantropia, talvez ele negocie algo por aquele poder. Apenas sou bem interessado no assunto

    ResponderExcluir
  5. Existem outros tipos de seres semelhantes ao lobisomem, e existem meios diversos não conhecidos, e nem passados facilmente. Oque parece é que esse ser que ela supostamente encontrou , faz parte daquele tipo de licantropo que é citado pela ordem negra do dragão. Que é uma seita que os usa para fins próprios. E pelo nome é de se imaginar que a tal seita não seja passifica, ou que tenha seus próprios problemas, e usa esses licans para sumir com pessoas, "provas". Mais acredito eu que existam outros meios, e outros seres licantropos com outra visão. Não somente esses possuídos por demônios que tomam feições animalescas para atingir o objeto que é posto a eles. Acredito que não exista somente um tipo. Como lupinos, licantropos, e alguns mais talvez. Quem sabe né. Mais pelo que já busquei saber, existem vários tipos de licans e lupinos. Com visões diferentes doque é certo ou nao. Assim como existe ser humano de todos os tipos. E se pararmos pra pensar mesmo esses licans da ordem negra do dragão sendo possuídos por demônios, agente as vezes consegue ser pior. Infelizmente. É só ler nosso histórico, em batalhas, as cruzadas ditas santas, as nossas políticas, nosso conceito moral, guerras, religiosidade, acho que se o amor fosse posto acima de tudo, tudo mesmo, seríamos diferentes. Seríamos melhores assim talvez conhecemos esses seres, talvez eles se revelassem.

    ResponderExcluir
  6. A também existe uma outra seita que se chama mão negra. Que é uma seita dentro da seita. Que dizem usar um tipo de ritual possessivo para atingir seus fins. E é algo muito restrito até mesmo dentro da seita. Talvez essa moça tenha visto algum desses. Ou então era um demonio, porque em nenhum momento ela descreve a criatura em detalhes, com forma de lobo. Somente cita a forma que ele a abordou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como é me chama no whats4991296233 ou face guilherme rees

      Excluir
  7. A também existe uma outra seita que se chama mão negra. Que é uma seita dentro da seita. Que dizem usar um tipo de ritual possessivo para atingir seus fins. E é algo muito restrito até mesmo dentro da seita. Talvez essa moça tenha visto algum desses. Ou então era um demonio, porque em nenhum momento ela descreve a criatura em detalhes, com forma de lobo. Somente cita a forma que ele a abordou.

    ResponderExcluir
  8. Quem é un lobo 🐺 pfv me transforma eu quero ser um lobo me chama no whats4991296233 ou no Facebook guilherme rees

    ResponderExcluir
  9. http://www.gadoo.com.br/noticias/moradores-da-inglaterra-avistam-lobisomem-e-se-preparam-para-cacar-criatura-na-proxima-lua-cheia/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...