quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Ser lobisomem



Meio bicho, meio homem!
Ferve-lhe o sangue, em lua cheia!
Seva maldição, ser lobisomem!
E amaldiçoado ser a vida inteira!

Despedaça as carnes, tépida caça!
E degusta os restos mortais!
A fundo, bem devora as carcaças!
E some no meio dos matagais!

Feito em ti maleficência!
Deixa à lua, um uivo danado!
E vai-se agrilhoado na demência!

Maldito ser!...Ó louco licantropo! 
Ser, no hospício encarcerado!
Ó alucinado metamorfo!

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...